Waterpolo Visual System

O sistema de marcação visual para o pólo aquático, denominado WVS (Waterpolo Visual System), ideado pela Myrtha Pools representa a inovação tecnológica mais importante dos últimos anos no setor do pólo aquático.

Waterpolo visual system é um sistema de alta  espetacularização que usa  fontes LED dispostas em áreas precisas dentro e fora do campo de jogo, que marcam e atualizam em tempo real os atletas, os juízes, os jurados, o público presente e os expectadores televisivos sobre o andamento das ações do jogo.

O WVS favorece ainda uma melhor compreensão do jogo do pólo aquático por parte do público não especializado, e garante uma maior transparência nas decisões dos árbitros e dos jurados durante as partidas.
O sistema, inicialmente testado em competições a nível local, está sendo utilizado atualmente em competições oficiais, à espera da homologação por parte da Fina. Sábado, 11 de fevereiro de 2012, no match da Liga Adriática, entre Pro Recco e Jug Dubrovnik, foram experimentados os leds subaquáticos para indicar as linhas dos 2 metros (linha de impedimento) e dos 5 metros (de onde jogar diretamente ao gol depois de uma falta): verdes e vermelhos de um lado e amarelos do outro. Atualmente, tais linhas são marcadas por cones, e tal inovação, além daquelas relativas aos tubos de luzes para indicar os últimos 5” de jogo e o local de expulsão, que passa de vermelho a verde ao final dos 20”, já experimentados em Civitavecchia em setembro de 2011 na World League entre Itália e Rússia, resultam ser  muito positivas, sobretudo para o público, enquanto árbitros e jogadores não advetiram sobre revoluções determinantes para a atenção em fase de jogo, apreciando a melhoria do ponto de vista do espetáculo.

O sistema de marcação visual para o pólo aquático, denominado WVS (Waterpolo Visual System), ideado pela Myrtha Pools representa a inovação tecnológica mais importante dos últimos anos no setor do pólo aquático.

Waterpolo visual system é um sistema de alta  espetacularização que usa  fontes LED dispostas em áreas precisas dentro e fora do campo de jogo, que marcam e atualizam em tempo real os atletas, os juízes, os jurados, o público presente e os expectadores televisivos sobre o andamento das ações do jogo.

O WVS favorece ainda uma melhor compreensão do jogo do pólo aquático por parte do público não especializado, e garante uma maior transparência nas decisões dos árbitros e dos jurados durante as partidas.

O sistema, inicialmente testado em competições a nível local, está sendo utilizado atualmente em competições oficiais, à espera da homologação por parte da Fina. Sábado, 11 de fevereiro de 2012, no match da Liga Adriática, entre Pro Recco e Jug Dubrovnik, foram experimentados os leds subaquáticos para indicar as linhas dos 2 metros (linha de impedimento) e dos 5 metros (de onde jogar diretamente ao gol depois de uma falta): verdes e vermelhos de um lado e amarelos do outro. Atualmente, tais linhas são marcadas por cones, e tal inovação, além daquelas relativas aos tubos de luzes para indicar os últimos 5” de jogo e o local de expulsão, que passa de vermelho a verde ao final dos 20”, já experimentados em Civitavecchia em setembro de 2011 na World League entre Itália e Rússia, resultam ser  muito positivas, sobretudo para o público, enquanto árbitros e jogadores não advetiram sobre revoluções determinantes para a atenção em fase de jogo, apreciando a melhoria do ponto de vista do espetáculo.

Contact us


This field is required
This field is required

Digitar um endereço válido
This field is required

Introduza um código postal válido
This field is required
Escreva sua mensagem aqui
This field is required

Enviado!!